segunda-feira, 7 de abril de 2014

Respeito, é bom e todo mundo gosta!

 
Eu sempre escutei relatos tristes de situações envolvendo madrastas, e depois do blog tenho escutado muito mais. Refletindo sobre essas histórias eu decidi escrever esse post.
Gostaria de falar sobre RESPEITO.
Muitas madrastas exigem que seus enteados as respeitem, mas elas mesmas não respeitam seus enteados e quando uma madrasta desrespeita seu enteado automaticamente ela está desrespeitando seu companheiro. Essa conta é simples e é assim mesmo.
As crianças não obedecem quem eles não respeitam, e elas não respeitam quem não respeitam elas. Só se pode exigir respeito quando primeiro se dá. Nós somos os adultos, nós somos os responsáveis pela condução das coisas, as crianças simplesmente reagem a nós.
Tem muita madrasta que faz questão que os enteados se sintam como convidados em suas casas e na sua vida e não como parte da família. Quando uma madrasta não leva em consideração que para seus enteados a sua casa é a casa do pai deles, ela não está respeitando os sentimentos das crianças quando chegam nesse espaço e nem respeitando seu companheiro que está recebendo seus filhos, e não convidados.
Sei que para algumas pessoas é difícil ser gentil e carinhosa com as crianças, tudo bem. Agora, aproveitar dessa dificuldade para ser cruel, exercitar seu “poder” em cima dos enteados, eu acho muita falta de respeito.
Quando um pai que estava com seu filho semanalmente e depois que namora/casa passa a visitar o filho menos vezes por imposição da companheira e não se posiciona, também não respeita sua condição paternal. Se é importante para esse homem, ele tem que brigar por esse espaço em seu casamento/namoro, o espaço de exercer plenamente sua paternidade.
Neste post estou defendendo o respeito pelas crianças, respeito no tratar com elas, porque eu entendo que nós escolhemos nossos maridos e namorados. Ninguém nos obriga a ficar com um cara com filhos, os enteados não nos escolhem, eles tem que conviver com as escolhas dos pais gostem ou não. Por isso que acho que por mais difícil que seja para algumas pessoas, respeitar o sentimento do seu companheiro e respeitar essas crianças é importante e necessário.
Por essa semana é isso aí .
Beijão e até semana que vem.

Links relacionados:

Instagram - @boadrastacom
Twitter - @blogboadrasta
Postar um comentário