segunda-feira, 26 de maio de 2014

Crimes x Madrastas





 

Outro dia fui buscar minha enteada no colégio e peguei um taxi, quando eu falei para o motorista que estava com pressa pra pegá-la no colégio, ele me olhou como se eu tivesse dito que iria seqüestrá-la.

Ele me perguntou se eu gostava dela mesmo ou se eu era mais uma “falsa”, em seguida citou o crime do garoto Bernardo que aconteceu no Rio Grande do Sul, e me contou mais um monte de coisas tristes que ele tinha vivido com sua madrasta.

Eu falei que gostava mesmo dela e que tinha um blog para incentivar as pessoas a se relacionarem melhor, então ele me deu a sugestão de fazer um post com esse tema.

Na época dos Nardoni, eu passei por algumas situações de preconceito quando falava que era madrasta.

Eu acho que esse tipo de crime não tem relação com o fato da pessoa ser ou não madrasta, isso é mito. Crimes são cometidos por pessoas com qualquer grau de parentesco, pai, mãe, filhos, irmãos...

Quem mata uma pessoa tem sérios problemas de afetividade, é uma pessoa notoriamente doente e que provavelmente vinha de uma relação desequilibrada de co-dependência com outra pessoa doente.

Acho que os crimes que envolvem madrastas repercutem de uma forma mais pesada na sociedade pelo estigma criado pelos contos de fadas.

Com o blog tenho entrado em contato com várias histórias de relações de amor, respeito e admiração. O que prova que as famílias estão mudando e cada vez mais aceitando essa companheira do pai como integrante.

Sinto muita pena das crianças que são obrigadas a conviver com esse tipo de gente (mesmo sendo seu pai ou mãe). Hoje em dia as crianças podem e devem denunciar caso se sintam em perigo ou estejam sendo maltratadas ou até abusadas sexualmente, o número de telefone para denuncias de maus tratos em todo o pais é o 100. 

#disque100  
#euprotejo

Na minha opinião, quem sabe que uma criança está sendo maltratada e não denuncia é conivente com a agressão.
Vamos ajudar nossas crianças a se protegerem e a diminuir a quantidade de crimes contra elas.

Beijos e até semana que vem.

Links relacionados
Postar um comentário